quinta-feira, 20 de setembro de 2007

JORNADA DIOCESANA DE CATEQUESE

Numa iniciativa do SDECIA de Viana do Castelo, realizou-se no passado dia 15 de Setembro, a Jornada Diocesana de Catequese, sob o lema Renovar a Catequese: uma prioridade.
O evento, que contou com a presença de meio milhar de catequistas provenientes de 9 dos 10 arciprestados da nossa diocese, direccionou-se, sobretudo, para a necessidade de formação dos catequistas para os novos tempos. As mudanças no mundo actual são rápidas e constantes e, a catequese está também sujeita a adaptações que, de tempos em tempos, devem ser repensadas.
No intróito da Jornada, o Bispo da nossa diocese, D. José Augusto, apelou para a “urgência em fazer surgir comunidades vivas de fé, de dinamismo missionário”. Quanto à formação referiu que “ao aprofundar a fé das nossas comunidades estamos a garantir aos fiéis a plenitude cristã e a garantir a toda a Igreja a fidelidade da missão”. Chamou ainda a atenção para a “necessidade de evangelizar e despertar a fé dos não crentes e catequizar e aprofundar a fé dos crentes”.
Ao longo do dia, os catequistas puderam participar em vários ateliers sobre o Itinerário da Catequese na Infância, Itinerário da Catequese na Adolescência, Dinâmicas na Catequese e Fazer Oração em Catequese. A dinamização destes ateliers, bem como a apresentação das linhas-força do Projecto Nacional Catequético estiveram a cargo da Cooperativa Didakê, do Porto (Edições Salesianas).
Após o almoço, os catequistas puderam desfrutar de um momento musical, ao vivo, a partir dos cd’s de apoio aos catecismos da adolescência, apresentado também pela Didakê.
Ao longo do dia, as Edições Salesianas organizaram uma feira/mostra com as novidades existentes ao dispor do catequista.
A Jornada terminou com a apresentação do Programa Anual das Actividades do SDECIA de Viana do Castelo.
O Pe. Valdemar Fernandes, director do SDECIA, referiu que “houve todo um trabalho a nível nacional de renovação dos catecismos onde a mensagem e os grandes objectivos não mudaram mas a adaptação aos novos tempos e a uma nova linguagem é necessária da parte de todos nós, tendo como base o nosso testemunho de catequistas”. No final da jornada lançou um desafio para que os catequistas “dêem vida aos novos catecismos, juntamente com a comunidade cristã”.

Sem comentários: